01 junho 2013

E se...?


E se o Galo, com o melhor futebol das Américas, passasse sufoco contra um timinho mexicano bem meia-boca?

Não, absurdo!

Ops... pênalti! 46 minutos, e pela primeira vez no ano, o Independência se cala. E agora?

Acabou! "Cuca azarado", "time amarelão", "morto no horto"... Já era!

E se o Victor pegasse? Uma nação, agora, depende apenas dele.

Não, né? Aí já é demais. Ele é coadjuvante nesse time. Se é pra ter um herói, que seja Ronaldinho, Jô, Réver...

E se as lágrimas na arquibancada e no campo não fossem mais de tristeza?

Opa, pegou! E os outros 10 esquecem o rebote e vão lhe abraçar.

E se um não-atleticano que, anos atrás estaria secando, ficasse perplexo, emocionado e acima de tudo, feliz com o que estava acontecendo?

E se um jogo tranquilo se transformasse no mais emocionante do século para os atleticanos?

E se esse capítulo for o mais inesquecível nessa linda história que vem escrevendo o Galo?

E se o final dessa história for feliz?

E se o Galo quebrar todos os prognósticos que contestem sua grandeza e provar, mesmo que não precise, que é gigante?

Tá, isso já provou.

Agora são 4 times e restam 4 jogos.

Você é o melhor deles, Atlético. Seja você, jogue seu futebol, mesmo que a competição lhe sugira o contrário, e solte esse grito, como soltou ontem.

Mas não um grito aliviado. Um grito feliz.

Na hora do pênalti, eu disse: "Se essa bola não entrar, o Galo é campeão".

E se eu estiver certo?

@_LeoLealC

6 comentários:

  1. ótimo texto, parabéns!

    ResponderExcluir
  2. boaaaa, vou ter q assistir os melhores momentos agora pra entender kk

    ResponderExcluir
  3. Show de bola......GAAAAAAAAAAALOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO>>>!!!

    ResponderExcluir
  4. Parabéns pelo texto

    ResponderExcluir