14 novembro 2013

Injustos!



Pontos corridos foram feitos para premiar a regularidade, o planejamento e o trabalho. Enfim, pra fazer justiça.

Mas onde está ela quando um time joga sozinho e não deixa os outros sonharem desde a 25ª rodada?

O Brasileirão 2013 foi chato, e a culpa é sua, Cruzeiro.

Sim, sua! Nos gramados de Minas Gerais, era certeza de vitória. Fora dali, "apenas" favorito. Não havia brecha pra alguém arriscar "hoje vai dar zebra", muito menos ousar dizer que alguém lhe tiraria essa Taça.

Tu não podias levar uma virada do Criciúma em casa, empatar com um Náutico da vida e ficar uns 5 jogos sem vencer pra dar uma pequena emoção?

Não, eles não fazem questão da história de superação, da vitória na base da camisa e do gol no último minuto do reserva caneludo. Eles vivem cheio de vaidade. Tem que ter o voleio, a letra, o passe de calcanhar, o de três dedos, o chute no ângulo.

Eles preferem tratar bem a bola, sem maltratar os corações nos quais reside. E o do cruzeirense já estava tranquilo há 2 meses.

De lá pra cá, ele viu lá de cima os mortais brigarem feitos loucos pelo G4 e contra a degola, porque o caneco já era dele.

Enquanto isso, os outros olhavam pro alto, viam o céu, também azul, também estrelado, e tinham mais certeza a cada rodada de que estavam diante do inalcançável.

E quando a bola já estava cansada de nos avisar a cada jogo de que o verde e o amarelo ganhariam um toque celeste, a chata da matemática, enfim, garantiu.

Existe um grande clube na cidade. Existe um campeão no Brasil.

Que já sabíamos há 2 meses.

Chato, soberbo, injusto. Melhor. Pois na realidade é o verdadeiro campeão.

Vida longa ao Cruzeiro.

Tão combatido, jamais vencido.

@_LeoLealC

8 comentários:

  1. PARABÉNS... TEXTO PERFEITO!!!! ZEROOOOOOOOOOOOOOOOOOOO

    ResponderExcluir
  2. Texto Excelenteeeeeeeeeeee.... Parabéns!!!!

    ResponderExcluir
  3. Tá doido, olha a qualidade desse texto. Perfeito, de emocionar

    ResponderExcluir